WEATHER IN OKINAWA TODAY
Max 17° C / Min 17° C
Comida
Sabores desenvolvidos a partir de uma história singular

“A cozinha tradicional de Okinawa foi desenvolvida durante a era do Grande Comércio, do século XIV ao XVI, no Reino de Ryukyu, para atender aos emissários chineses enviados pelo imperador chinês e, desde então, continuou a evoluir com influências do Japão e da China, dentre outros países asiáticos. Os pratos são concebidos para serem nutricionalmente equilibrados, combinando a essência de ingredientes ricos em vitaminas, como gourd amargo e loofah, com carne de porco cuidadosamente preparada para quebrar a gordura durante um longo período de tempo. A sabedoria dos ancestrais que comiam bem e viviam de forma saudável permanece em espírito na cozinha tradicional de Okinawa.
No período pós-guerra, a cultura alimentar americana, representada pela “carne de porco enlatada”, abriu caminho na alimentação e continua sendo apreciada até hoje. A cultura gastronômica de Okinawa aceitou abertamente as influências trazidas pela passagem do tempo e, hoje em dia, é uma cultura gastronômica singular que criou uma variedade de pratos”.

Carne de porco: o ingrediente apreciado pelo povo de Okinawan

O povo de Okinawa é conhecido pelo uso de todas as partes do porco na cozinha. Na verdade, existe até um ditado que diz, “tudo é comido, menos o seu grito”. O método de cozimento mais comum é cozinhá-lo durante um longo período de tempo, e ele é tradicionalmente preparado através de longas horas de fervura para quebrar a gordura para uma refeição saudável. Nos últimos anos, o porco preto, conhecido como “Agu”, uma espécie nativa de Ryukyu, está se tornando cada vez mais popular.

Soba de Okinawa: o alimento da alma que o povo de Okinawa não consegue deixar de amar

“O soba de Okinawa usa macarrão produzido com 100% de farinha e não contém trigo sarraceno. A cor, espessura e ondulação dos macarrões variam de acordo com a região. A sopa é feita com uma combinação de osso de porco e caldo de bonito, temperado com sal, e o prato é servido com uma variação de coberturas, incluindo costela de porco, soki e legumes salteados.
Há dados que sugerem ainda que 150 a 160 mil refeições de soba de Okinawa são consumidas todos os dias, e não é exagero dizer que é o alimento da alma do povo de Okinawa”.

Awamori: o licor de Okinawa conhecido pelo seu rico aroma e sabor realçado

O awamori é a opção popular quando se trata de licor em Okinawa.
Ele é o destilado tradicional que remonta à era dinástica, produzido pela adição de água e levedura ao malte de arroz feito com mofo kurokoji e arroz cozido no vapor (principalmente arroz tailandês) e deixado para fermentar. O awamori envelhecido por mais de três anos é chamado koshu (kusu), e quanto mais tempo estiver em armazenamento, maior o seu amadurecimento, e mais agradáveis se tornam o rico aroma e o sabor suave e realçado. Queremos que você se delicie com ele, além de uma variedade de pratos de Okinawa.

O prato do dia a dia de Okinawa: Champuru

Champuru significa misturar e combinar no dialeto local, e refere-se a pratos fritos que consistem principalmente de legumes, mas também uma série de outros ingredientes, como tofu shima e carne de porco. Existem diversos tipos de champuru, desde o clássico de Okinawa de champuru goya, até o champuru tofu e champuru somen, dentre muitos outros. Existem inúmeros restaurantes que servem champuru, por isso é fácil encontrá-lo.

Aproveitando o melhor atum durante o ano todo

Pelo fato de Okinawa ser cercada por mares de coral, peixes verdadeiramente coloridos permeiam os mercados. O mais recomendado dentre a rica seleção de frutos do mar é o atum. Nas águas ao redor de Okinawa, a pesca do atum é uma indústria próspera, e a captura é de alta qualidade e ocupa o terceiro lugar no Japão em termos de quantidade. Além disso, Okinawa está localizada em uma área singular onde são encontradas as quatro espécies de atum capturadas no Japão (atum rabilho, albacora, patudo e atum voador), e você pode aproveitar o atum sazonal durante todo o ano. Uma vez que o atum é capturado em águas costeiras, ele é transportado diretamente para o mercado sem ser congelado, o que significa que mantêm o seu valor nutricional e sabor excepcionais, sendo também conhecido pela sua textura tenra. Muitos fornecedores especializados em atum permeiam o mercado de vendas diretas, o Tomariyumachi, no porto de pesca em Naha, onde filetes de atum preparados por trabalhadores com habilidades magistrais estão disponíveis. Além disso, você pode comer o atum fresco na praça de alimentação, sendo este um lugar que vale a pena visitar.

Coluna | A culinária de Okinawa como dieta macrobiótica

A culinária tradicional de Okinawa baseia-se na ideia de “comida e medicamento da mesma fonte”, proveniente da China e, em Okinawa, o alimento bom para a saúde é conhecido como “kusuimun (o que faz o medicamento)” ou “nuchigusui (medicamento da vida)”, evidentemente derivado dessa ideia.

A batata, que costumava ser o alimento básico, contém fibra alimentar, enquanto a carne de porco era cuidadosamente preparada de forma saudável, quebrando a gordura, e a alga marinha, que é rica em cálcio e iodo, era usada como um ingrediente sólido, ao invés de caldo.

Além disso, dentre os ingredientes usados ​​em Okinawa, há muitos alimentos saudáveis, tais como o mozuku, que contém fucoidan, uma substância que tem propriedades anticancerígenas e estimula o sistema imunológico, bem como o shikwasa, que contém nobiletina, uma substância que reduz o açúcar no sangue e a pressão arterial, e o açafrão, que contém curcumina, uma substância que aumenta a função do fígado, todos eles provavelmente contribuindo para a vida saudável das pessoas de Okinawa.
Mesmo o açúcar mascavo, normalmente consumido como lanche, contém uma grande quantidade de minerais e nutrientes. Não só existem muitos alimentos saudáveis ​​dentre os ingredientes familiares, como também muitos dos pratos tradicionais oferecem nutrição equilibrada em um único prato. Não é exagero dizer que a graça da terra e a sabedoria dos antepassados ​​têm apoiado a longevidade em Okinawa